Como identificar oportunidades de negócio?

– 14 de setembro de 2021.

Ao publicar o texto Como influenciar a cultura organizacional de uma empresa, mencionei pontos que, ao meu ver, podem ajudar a mudar o comportamento. Entre eles, a gestão visual que torna claro o trabalho a toda equipe e as métricas que auxiliam na mensuração dos resultados. Mas além destes pontos, é preciso ter um entendimento claro de quais oportunidades a organização deve se engajar e que ações estratégicas devem ser realizadas para alcançar o sucesso.

Neste contexto, desenvolvi em parceria com o consultor Marcelo Neves, o Lean Business Opportunity (LBO), que propõe de forma simples e direta a exploração de oportunidades e a proposição de cenários, utilizando a gestão visual e métricas, divididos em dois momentos: definição da iniciativa e acompanhamento da iniciativa.  

Para isso, combinamos três diferentes perspectivas durante a análise das informações: observar, propor e acordar

 Na perspectiva “observar”, reflete-se sobre o problema e como este impacta todas as partes envolvidas. Em função desta observação é possível “propor” hipóteses daquilo que virá resolver o problema. 

 E, por fim, entra-se em “acordo” sobre aquilo que deve ser feito para entregar a solução e definir quais são os resultados esperados. 

Portanto, o LBO facilita o alinhamento das pessoas envolvidas em torno de uma oportunidade, deixando claro qual é o problema; quais são as hipóteses e as estratégias atuais do negócio que impactará a construção da solução, como também quais métricas de acompanhamento e os resultados esperados.

 Por que utilizar o LBO? 

 A utilização do LBO é uma maneira de evitar uma convergência prematura, ou seja, iniciar o desenvolvimento de uma possível solução sem refletir o mínimo suficiente no problema. 

 Desse modo, acreditamos que ela pode ser aplicada em, pelo menos, quatro momentos: 

 1) Ao iniciar um processo de descoberta 

Iniciar um processo de descoberta exige tempo e recursos valiosos. Ao se refletir previamente sobre a  oportunidade, ganha-se clareza de propósito que servirá de norte para a condução das atividades. 

2) Quando é preciso avaliar a viabilidade financeira de uma oportunidade de negócio 

 Demandas surgem a todo momento. Por exemplo, o gerente tem a ideia de um novo projeto e o diretor, ao receber a demanda, precisa decidir se a oportunidade é válida. Neste caso, o LBO ajuda a explorar a oportunidade e as diferentes etapas  de implementação. 

3) Quando nem todos entendem a oportunidade 

 A necessidade de alinhar os membros de um time, em torno de um problema, é vital para que todos estejam falando a mesma língua. Como consequência, conseguirão responder à pergunta: “O que realmente precisa ser feito?” 

4) Quando se acredita que a oportunidade é conhecida 

 Mesmo em casos em que o profissional diz ter certeza sobre a oportunidade e seus impactos, após utilizar o LBO, pode-se descobrir outras possibilidades não pensadas anteriormente, promovendo melhorias em iniciativas já em andamento. 

 Ao utilizar o LBO, as pessoas envolvidas em examinar uma oportunidade relatam ter maior fluidez e menor distração na condução das atividades exploratórias, pois podem, após seu entendimento, propor mudanças ou, até mesmo, decretar a sua inviabilidade. 

Por isso, a decisão baseada em dados e fatos fornece maior vigor ao esforço de mudança, ocorrendo pequenos progressos dia após dia. 

Gostou do texto?

Cadastre-se e receba novos conteúdos exclusivos da i9 Flow por e-mail.

Como posso ajudar?